13 anos de partilha e discussão
em torno da educação artística

O Governo Regional da Madeira através da Secretaria Regional da Educação, Ciência e Tecnologia promove, anualmente, o Congresso de Educação Artística, destinado a todos professores, educadores, investigadores, estudantes, gestores e administradores educativos, artistas, animadores culturais, animadores de serviços educativos dos museus, agentes culturais e demais interessados nas questões educativas.

Operacionalizado pelo Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira em parceria com a Direção de Serviços de Educação Artística da Direção Regional de Educação, pretende ser, ano após ano, um momento de reflexão para unir interessados na temática geral da educação artística. É uma forma de começar o ano letivo com novas ideias, novas experiências e uma motivação extra.

De nacional a internacional
Dada a diversidade de nacionalidades que, durante as 13 edições deste Congresso, passaram pelo nosso evento, e decorrente da experiência adquirida e os contactos realizados durante a Cimeira Mundial de Educação Artística, organizada no Funchal em março de 2023, achou-se pertinente a integração do termo ‘internacional’ na nomenclatura, para Congresso Internacional de Educação Artística.

Muda o nome mas a estrutura do evento será muito semelhante à anterior, organizada por vários tipos de sessões, com o principal objetivo de permitir a participação de todos os interessados em apresentar os seus projetos e investigações e por forma a proporcionar o debate alargado sobre os temas escolhidos para o evento e a partilha entre os participantes. Assim, teremos um regime de frequência duplo, presencial e à distância, em que os participantes poderão escolher uma destas duas modalidade de inscrição:

a) Presencial, com acesso ao programa total, em vários espaços que permitam a realização de todas as atividades da melhor forma possível e segundo as características das mesmas.

b) À distância, através da plataforma unificada de comunicação e colaboração ‘Microsoft Teams’, com um programa mais reduzido e menos oferta experimental (oficinas, feira de edições e momentos artísticos).

Serão, a exemplo dos anos anteriores, três dias que colocam à disposição mais de vinte oficinas nas várias áreas artísticas e multimédia; uma conferência de abertura dentro da temática geral da «arte-educação», realizada por uma personalidade de reconhecida competência científica;  sessões plenárias e ‘temas a debate’ onde se abordarão as grandes temáticas escolhidas para esta edição do congresso; espaço para painéis  estruturados na sequência das sessões plenárias e para os quais são aceites inscrições para a apresentação de comunicações livres; apresentação de edições; e atividades sociais constituídas por momentos artísticos, feira de edições e a entrega do «Prémio Educação Artística» que destacará uma entidade, escola ou projeto e um professor.